Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Capitulo 1 {Moving On}

por sacha hart, em 18.09.13

16 anos depois – Maio de 2012

O baile de finalistas é tão dramático e memorável como os filmes juram. Uma recordação permanente do passado, o auge da juventude. Quando acaba, sabemos que é altura de iniciar as nossas vidas, encontrar o caminho e marcar o nosso lugar no mundo.

A vida continua, mesmo que desejamos que tudo fosse igual e o sangue jovem corresse novamente nas nossas veias. A centelha da juventude. Oh sim, como queremos isso…



Kathryn não era mulher que vacilava facilmente. Pelo contrário, era conhecida por ultrapassar quaisquer medos que tivesse. Chamam-na de corajosa, ousada e destemida. Era tudo isso até receber a carta.

 

Reunião da Classe de 96’

Uma noite para recordar memórias e criar novas.


Quando acabou de ler, as mãos de Kathryn tremiam. Não esperava receber esta carta tão cedo. Tinham-se passado dezasseis anos desde que estiveram todos juntos, no baile de finalistas. Não esperara receber esta carta tão cedo. Aliás, nunca a quisera de todo. 

- Não posso ir. – balbuciou, contendo para si mesma as recordações daquela noite de 96’. – Não vou.

Amarfanhou violentamente o papel e atirou-o para o caixote do lixo sem pensar duas vezes. Só queria esquecer aquele assunto.

 


Aconchegada a um canto do Layney’s, Kat fitou o café com natas à sua frente. Era mesmo o que estava a precisar naquela manhã de maio nublada. Para além disso, o café ia aligeirar a sua vontade de sair a correr do seu café favorito e fugir de Deena Bourdon, a melhor amiga.

- Como assim não vais à reunião? Vamos estar todos lá. Tens de ir. – Resmungava a amiga - Tu vais Kathryn Coraline Dean, nem que eu te arraste!

- Não insistas, Dee. – Pediu a morena, subitamente com uma dor de cabeça. Desta vez o café da Layney’s não estava a fazer maravilhas. – Para além disso é estúpido que esta reunião aconteça tão cedo. Metade da nossa classe vive aqui em Madison e ainda nem vinte anos passaram desde que saímos do liceu.

Deena soltou um guincho, algo que sempre fazia quando ia dizer uma certeza sua. – Faz todo o sentido. A Amanda Lawson morreu há um mês vítima das drogas. Podias ter sido tu, ou eu. Ou qualquer outro da nossa turma. Nunca sabemos o que vai acontecer, o destino é imprevisível.

A frase de Deena fez Kat encolher-se no seu canto. O destino. O raios do destino era uma porcaria, tal como o karma. E era por causa disso que não ia a lado nenhum.

- Ouve, Kat. É só uma noite. Estás a agir como se fosse o bicho papão. O que talvez até seja. Tenho a certeza que as organizadoras vão escolher um sitio horripilante, cheio de brilhantes e…

Enquanto Deena divagava sobre as suas excêntricas atrocidades, a mente de Kat voou. A mulher até tinha razão:  Kathryn estava a exagerar. Era apenas uma reunião, que mal tinha? E ela estava para ali com suores frios, com medo de recordar uma noite que acontecera há dezasseis anos. Que tolice.

- Pensa pelo menos mais um pouco de tempo. É só daqui a três semanas. – As duas já estavam de saída. Foram fustigadas pelo vento húmido do Indiana. – Vens comigo e com o Joe. Vai ser divertido.

Deena não ia mesmo desistir enquanto não mudasse as ideias da melhor amiga.

- Fazer de vela uma vez mais? Que divertido – ironizou – Ligo-te mais logo, Dee.



Kathryn

A noite estava estranhamente fria para maio. Isso levou-me a acender a lareira. Refugiei-me perto das labaredas, enrolada na minha manta de retalhos. À minha beira tinha uma chávena de café negro e um romance pronto a ser lido.

Os minutos foram passando. Olhei uma vez mais para o fogo crepitante que agora me aquecia. Pelo menos em teoria. Por dentro sentia-me fria, sozinha.

Encaminhei-me até à cozinha, sentindo um calafrio percorrer-me. Resgatei a carta que tinha atirado para o lixo e jurado esquecer. Voltei a lê-la e apercebi-me do quão patético era a minha hesitação em ir à reunião.

- É apenas um encontro com amigos do passado. – disse a mim mesma, tentando convencer-me. –  Isto é uma idiotice Kathryn e tu sabes.

Fui buscar o telemóvel e confirmei a minha presença no evento. Agora não havia volta a dar. Dera a minha palavra, ia àquela reunião. Desfrutaria do encontro, rir-me ia das piadas do passado, olharia para as fotos e falaria com velhos companheiros. E durante tudo isto ia tentar não quebrar e pensar em Ben.

- Já o ultrapassei. Já o ultrapassei. Já o ultrapassei.

Mas teria mesmo ultrapassado?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sacha Hart
PerfilBlogTumblr


2 Online
of

3177 Visits




10 comentários

De Vitor a 18.09.2013 às 19:54

Ficou bastante interessante até, fiquei curioso para saber se ela eventualmente dará de caras com o Bem e vai tudo parar assim de repente xD
Continua assim :)

De eme a 18.09.2013 às 20:44

só quero que dê de caras com o ben! estou ansiosa por saber a história deles. adorei, espero por mais. :)

De twilight_pr a 18.09.2013 às 22:40

Adoro a maneira como tu escreves. Cativa-me.
Prendeu-me e quando acabei quis logo o próximo capítulo.
Espero por mais ^^
Beijinhos querida <3

De • Smartie a 18.09.2013 às 22:53

Espero que ela encontre o Ben, eles têm mesmo de se ver novamente *-*
Ainda agora começou e já estou a adorar, posta mais! :)
Beijinhos*

De marie-claire a 18.09.2013 às 23:07

Adorei! Agora quero ver o reencontro com o Ben xD Será que vai acontecer? Espero que sim. :)

De DS. a 19.09.2013 às 12:58

gostei :) continua :)

De V. a 19.09.2013 às 14:59

Adorei. Escreves lindamente. :)

De Jessica Matthews a 19.09.2013 às 21:10

oh, estou tão curiosa por essa reunião! posta mais depressa, estou empolgada :)

De V. a 20.09.2013 às 12:47

De nada. :)

De mia robertson a 28.09.2013 às 22:08

ainda bem que não li logo os capítulos mal postaste porque assim teria que esperar para os ler e agora posso simplesmente clicar em "post seguinte »" e ler ahah.
adorei este primeiro capitulo!

Comentar post